Compartilhe com seus amigos.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Semana Catequética - Grupo de Catequista

Dia 20 Tarde - Grupo de Catequista.

A coordenação de catequese ofereceu um almoço para os catequistas no NAPAM, local do encontro. Antes, durante e após o almoço, os catequistas assistiram alguns trechos de filmes bíblicos em desenho animado, acervo da videoteca da catequese.

O sr. Osorio retomou os trabalhos apresentando o tema da tarde, falando da importancia do grupo de catequista para crescimento de cada um e da comunidade. Disse que quando os catequistas se reunem para discutirem os problemas e agradecerem pelas soluções o grupo cresce e almenta a confiança dos membros.

Falou que a troca de experiência e o ouvir o irmão é fundamental para o bom desempenho do grupo, e que ninguem pode trabalhar separado para evitar divisão e afastamento dos membros. Dividiu as equipes, distribuiu material e todos passaram para as oficinas e estudos de grupo.

Depois do Estudo de grupo, dinâmicas de animações que descontraiu e agitou a tarde da semana catequética. Até o Pe. Zenóbio não perdeu a oportunidade de contribuir com o bom desempenho das dinâmicas e ajudar a vencer a timidez de alguns catequistas.

Em outra dinâmica, O grupo viu que se os catequistas não colaborarem uns com os outros, a comunidade sofre, e sofre muito mais quando um catequista fica isolado. Os catequistas fizeram a Plenária e o sr. Osorio Apresentou a maneira que a coordenação da catequese do Ipu trabalha: Escolha de liderança para o grupo de catequistas;
Preocupação na acolhida de novos catequistas para todas as crianças; Crianças de 7 anos na Iniciação a Eucaristia; Crianças de 8 anos na pré e de 9 acima na preparação para a Eucaristia; Depois da Eucaristia o grupo de Perseverança até a crisma; Apresentou o material de trabalho que a paróquia coloca a disposição dos catequistas e a Biblioteca dos catequistas.
O Pe. Zenóbio assumiu os trabalhos falando dos cuidados que os catequistas devem ter com vícios de linguagem e posturas, o valor da união e da colaboração de cada um, do privilégio que os catequistas do Ipu tem por ter uma divercidade de material de trabalho e que deveriam valorizar cada vez mais sua participação na formação.

Pe. Zenóbio falou da rede de comunidades que é a igreja e que a união e troca de visitas faz-se necessaria para o enriquecimento das comunidades. Se assim acontecer, logo descobrirão que não existe comunidades que não tenha defeitos e que as respostas se encontram dentro das próprias comunidades.
Pe. Zenóbio falou da manifestação da Trindade, apresentando cada pessoa da Trindade, e da ação da Mesma na nossa vida. Cada catequista tem que se valorizar não com egoismo mas com a certeza de que somos importantes aos olhos de Deus. Concluiou dizendo que catequista tem que ser profeta, pois foi o próprio Jesus que disse: "Se calarem a voz dos profetas, as pedras falarão." O catequista precisa ser atuante e atual tornando-se homem novo. O catequista precisa estar em sitonia com Deus para não anunciar a si mesmo, pois o anuncio é a Boa Nova. A catequese tem que ser Cristocêntrica. "Eu vivo, mas já não sou eu; é Cristo que vive em mim. A minha vida presente, na carne, eu a vivo na fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim". Gl. 2,20. Deus quer que sejamos instrumentos para a Evangelização. Participaram a tarde, 11 catequistas da matriz e 19 catequistas das capelas.
Visite o Site da nossa Paróquia
Visite também a nossa Catequese