Compartilhe com seus amigos.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

6º dia do tríptico - Cenáculo Cristo em nós


Encerrando os momentos missionários da semana do Tríptico, foi realizado a noite na Av. da municipalidade em frente a Itagira e os Folhas, uma noite de muito louvor e
orações em honra a Nossa Senhora a Mãe de jesus. Quem nos acolheu foi o Cenáculo Cristo em nós.
Ao contrário dos outros dias, muita gente estavam presentes para
louvarem o senhor e prestigiarem o trabalho dos organizadores dos cenáculos que não pouparam esforços para apresentarem
um grande momento Missionário. Após a abertura com a invocação da Trindade, O grupo de dança da Catequese paroquial tomou conta do cenário colorindo com as cores da missão.Com um Pout-pourri
preparado especialmente para a Mãe missionária na semana da capelinha missionária, os jovens dançaram e louvaram a mãe trazendo para o meio do cenáculo a réplica da capela da missão.
Esta mesma réplica irá para as capelas, logo após a
capela da missão ser levada para Pires Ferreira. O encerramento da Semana missionária com o Tríptico será domingo.
Logo após a entrada da capelinha da missão e da apresentação dos Jovens, deu-se início ao santo terço rezado pelos representantes dos cenáculos da Paróquia.
A animação ficou por conta do ministério de Música da comunidade Cristo Rei. As pessoas rezaram, louvaram e agradeceram a Deus e a Nossa Senhora por esta semana de Graças na nossa Paróquia.
Após o Terço, o Padre Zenóbio foi convidado a refletir no tema do Dia: "O dia do perdão e da fidelidade ao Evangelho." Ele refletiu na dificuldade que as pessoas tem para perdoarem, mas que para serem merecedores do perdão também precisam perdoar.
Deus está sempre perdoando os seus filhos; precisa também haver perdão entre eles. Depois da reflexão, o grupo de danças da comunidade Cristo Rei também se apresentou encantando
os participantes com o carisma das jovens. estes grupos de danças sempre acompanham os cenáculos alternando as apresentações entre si. Após a benção, saímos para nossas casas com a certeza de que Deus reúne os seus filhos para mostrar que unidade se faz com diversidade.