Compartilhe com seus amigos.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Festa do Padroeiro de São José dos Martins

No dia 30 de agosto de 2009, a comunidade de São José dos Martins se reúne para celebrar festa do seu Padroeiro, São José. A Igreja, que não é tão pequena, estava lotada de fiéis que piedosamente participam da celebração eucarística.

A Igreja foi recentemente reformada, construindo um novo altar e subtraíndo duas colunas que tiravam a visão do altar. Com esta reforma ganharam mais espaço mas preservaram o telhado, que apesar de ser convencional e antigo, está em perfeito estado.

Por ocasião da Celebração, 8 crianças fizeram o seu primeiro contato Com Jesus Cristo, participando do Memorial da sua Paixão e comungando o seu corpo e o seu sangue. Depois da Celebração o Padre Zenóbio e as catequistas da comunidade registraram o momento tirando fotos com os catequizandos que agora fazem parte do corpo de Cristo. Agora já podem afirmar: "já não sou eu; é Cristo que vive em mim." Gl 2, 20

Os Crismandos da comunidade, por orientação do nosso Pároco Pe. Raimundo Nonato Timbo, também fizeram sua primeira Eucaristia, já que a sua Crisma será no final do mês de Outubro. Eram cinco jovens mas infelizmente um não chegou a tempo para se confessar.

Depois da Celebração Eucarística, catequistas e catequizando comemoraram comemoraram com o Padre Zenóbio e a coordenação representado pelo sr. Osorio que está detrás da câmera.
Leia a matéria completa aqui ►

domingo, 30 de agosto de 2009

Missa de Investidura do MESC - Dia do Catequista

Missa de Investidura dos Novos Ministros e Reinvestidura dos veteranos - Dia do Catequista

No dia do Catequista, os Ministros Extraordinarios da Sagrada Comunhão se uniram aos catequistas para celebrar na capela de Nossa Senhora no Patronato, "O dia do Catequista".

Após a celebração, ministros, catequistas, o Pe. Nonato e o Pe. Zenóbio sairam em procissão para a igreja matriz para a celebração Eucarística e a Investidura dos novos ministros.

Os bancos da igreja Matriz ficaram bem branquinhos e foram insuficiente o número de bancos reservados, pois alem dos catequistas compareceram todos os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão.

A Celebração foi presidida pelo pároco da nossa Paróquia e administrador Diocesano Pe. Raimundo Nonato e co-celebrada pelo vigário paroquial Pe. Zenóbio Gomes Silveira.

O ministério de música da comunidade Cristo Rei animou muito bem sob o comando do cantor Nazareno. Após a homilia Pe. Raimundo Nonato entrega a carteirinha com permissão episcopal para servir ao Ministério Eucarístico ajudando o ministro ordenado, visitando os idosos e doentes com o Pão da vida e o Pão da Palavra.

Os ministros Extraodinários exibem suas carteirinhas orgulhosos e são reconhecidos pela comunidade com uma salva de palmas. Após o ritual de investidura, Pe. Raimundo Nonato passa simbolicamente a chave do Tabernáculo pelas mãos dos ministros Extraodinários da Sagrada Comunhão.



Leia a matéria completa aqui ►

Semana Catequética - Dia do Catequista

Celebração do Dia do Catequista
No dia 30 de agosto a Paróquia do Ipu celebra o Dia do Catequista. 8h da manhã os catequistas, o Pároco Padre Raimundo Nonato e o Vigário Paroquial Padre Zenóbio, se reuniram na Capela do Patronato para celebrar tão festiva data desses leigos que doam suas vidas a serviço da Igreja através do Ministério da Catequese.
Padre Raimundo Nonato fez a abertura e Padre Zenóbio animou a celebração. Tivemos como destaque os cartazes da:
* 1ª Semana Brasileira de Catequese
Tema/Lema:"Fé e Vida em Comunidade: renovação da Igreja, transofrmação da Sociedade"
* 2ª Semana Brasileira de CatequeseTema: "Com adultos, Catequese Adulta"

Lema: "Crescer rumo à maturidade em Cristo" (Ef 4,13)
* Ano Catequético Nacional 2009
Tema: "Catequese, caminho para o discipulado"
Lema: "Nosso coração arde, quando ele Fala, Explica as escrituras e Parte o pão" (Lc 24,32-35) Com a participação dos padres na celebração ficou em evidência o valor que nossa igreja dá ao trabalho da catequese. Os catequizandos da Catequese da Boa vista Populares fizeram uma linda coreografia mostrando toda beleza que a juventude tem para louvar ao Senhor. 
Os ministros da Sagrada Comunhão participaram dando um brilho especial para a celebração. Depois do envio, catequistas, ministros e os nossos padres sairam em procissão para a Celebração Eucarística. 
 


Leia a matéria completa aqui ►

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Festa da Padroeira - Estivado


Festa de Nossa Senhora de Fátima no Estivado
No dia 23 de agosto de 2009 aconteceu o encerramento da festa de Nossa Senhora de Fátima na comunidade do Estivado na serra. Capela pequena, insuficiente para tanta gente, fazendo com que a celebração acontecesse do lado de fora.
Para celebrar a festa de sua padoreira, o povo não mediu esforços para comparecer. Clima super agradavel, 15 graus, e a emoção no rosto das pessoas por poder louvar a Deus através da Esposa do Espírito Santo, Nossa Senhora.
Com a nomeação do Pe. Raimundo Nonato para o cargo de Administrador Diocesano, Pe. Zenóbio celebrou sua segunda festa dos oragos das capelas, sendo que a primeira foi na Santa Rosa que tem como Padroeira Santa Rosa de Lima.
Compareceram a esta celebração a comunidade local e diversas comunidades vizinhas, participando ativamente da celebração. O bonito de celebrações como esta é ver o ánimo no rosto das pessoas, apesar das distâncias e das dificuldades que o nosso povo passa.
Pe. Zenóbio sabendo que havia muitas crianças e jovens para fazer a primeira Eucaristia pois eram duas turmas de comunidades diferentes, celebrou o batizado na última novena para não alongar muito a festa.
Alem das turmas de Primeira Eucaristia de Crianças das comunidades de Estivado e Lagoa Velha, também receberam Jesus Eucarístico pela primeira vez Três jovens do grupo de crisma: Bruno de Sousa Nobre, Daiana Ribeiro Lima e Francisco das Chagas Rodrigues Alves.
Na foto ao lado você vê o Pe Zenóbio, A catequista Iara e sua auxiliar, as sete crianças que concluiram o curso e mais dois jovens do curso de crisma. Esta é a turma de Eucaristia 2009 da Lagoa Velha.
Na foto ao lado você vê oPe. Zenóbio, a catequista Simone, 12 crianças que concluiram o curso e mais 1 jovem do curso de crisma. Esta é a turma de Eucaristia 2009 do Estivado.
Leia a matéria completa aqui ►

sábado, 22 de agosto de 2009

Semana Catequética - Espíritualidade do catequista

Dia 21 - A Espíritualidade do catequista
O último dia da semana catequética foi marcado por uma frase: "Quem não participa das reuniões é porque não ama a catequese." Iniciamos a noite com um teatro feito pelas crianças do Mini-Marial, crianças essas que são o grupo de perseverança do CEME (Centro Educ. Mundo Encantado). Após a oração, o sr. Osorio convidou os catequistas para definirem Espiritualidade. Algumas Respostas: "É uma intimidade com Deus". " É o gosto pela oração e a Santa Missa". E o amor a Deus e aos irmãos". "A palavra de Deus, a meditação e a contemplação".
O sr. Osorio explicou que A Espiritualidade do catequista tem que ser uma abertura sincera de coração para a ação do Espírito Santo nos dias de hoje; Que a oração, a meditação e a contemplação termina com a mesma palavra "ação";
Que de nada vai adiantar rezar se não houver uma ação transformadora; Que o Espírito de Deus não fica estático e sim, se renova constantemente. "Eis que eu renovo todas as coisas".Ap. 21,5.
A Espíritualidade do catequista tem que transformar-lo, fazendo com que a sua vida de oração seja uma luz para a comunidade. O catequista tem que fazer da sua vida uma oração. A graça de Deus tem que transbordar em suas ações. Viver para servir como o mestre ensinou.
Depois de muito diálogo, chegaram a conclusão que a catequese precisa ser o local ideal para a ação do Espírito Santo na vida . E que a catequese só tem um sentido transformador quando acontecer no seio da comunidade. Com a participação de 18 catequistas da matriz e um da capela do São João, encerramos o encontro pedindo que o Espírito Santo transforme a ação catequética dos nossos catequistas.


Visite o Site da nossa Paróquia
Visite também a nossa Catequese

Leia a matéria completa aqui ►

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Semana Catequética - Grupo de catequista e formação.


Dia 20 - Noite - Grupo de catequista e formação.
A nossa semana catequética é sempre uma grande experiência e um desafio ainda maior. No nosso 2° dia à noite, o número de catequistas diminuiu ainda mais devido as atividades secular dos mesmos. Isto me entristece por que sei das dificuldades que nossos catequistas passam, e que quando tem uma oportunidade de enriquecer os seus conhecimentos, ficam divididos entre o desejo e a razão.
Lamentamos a ausência de muitos, rezamos por eles e fizemos do nosso encontro uma troca de experiancias baseado nos documentos da igreja: DGAE 2008 nn 88-99 / DNC 291 - 294 / DGC 78-79. Sabemos que aquele que tentar trabalhar sozinho acaba se desgastando e desistindo por não encontrar com quem dividir o peso da cruz.
A formação é uma necessidade pessoal e a igreja oferece com todos os requisitos que o catequista precisa. Conclusão: Se a catequese não está melhor, é porque os catequistas ainda não descobriram sua vocação e sua indentidade. O Pe. Zenóbio que nos acompanhou durante estes dois dias de formação, não esqueceu o testemunho dado no primeiro encontro: "Saudades de D. Ivanira que só parou de catequizar quando seus pés não aguentaram mais.

Pe. Nonato apresentando as despedidas da D. Ivanira.
Visite o Site da nossa Paróquia
Visite também a nossa Catequese


Leia a matéria completa aqui ►

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Semana Catequética - Grupo de Catequista

Dia 20 Tarde - Grupo de Catequista.

A coordenação de catequese ofereceu um almoço para os catequistas no NAPAM, local do encontro. Antes, durante e após o almoço, os catequistas assistiram alguns trechos de filmes bíblicos em desenho animado, acervo da videoteca da catequese.

O sr. Osorio retomou os trabalhos apresentando o tema da tarde, falando da importancia do grupo de catequista para crescimento de cada um e da comunidade. Disse que quando os catequistas se reunem para discutirem os problemas e agradecerem pelas soluções o grupo cresce e almenta a confiança dos membros.

Falou que a troca de experiência e o ouvir o irmão é fundamental para o bom desempenho do grupo, e que ninguem pode trabalhar separado para evitar divisão e afastamento dos membros. Dividiu as equipes, distribuiu material e todos passaram para as oficinas e estudos de grupo.

Depois do Estudo de grupo, dinâmicas de animações que descontraiu e agitou a tarde da semana catequética. Até o Pe. Zenóbio não perdeu a oportunidade de contribuir com o bom desempenho das dinâmicas e ajudar a vencer a timidez de alguns catequistas.

Em outra dinâmica, O grupo viu que se os catequistas não colaborarem uns com os outros, a comunidade sofre, e sofre muito mais quando um catequista fica isolado. Os catequistas fizeram a Plenária e o sr. Osorio Apresentou a maneira que a coordenação da catequese do Ipu trabalha: Escolha de liderança para o grupo de catequistas;
Preocupação na acolhida de novos catequistas para todas as crianças; Crianças de 7 anos na Iniciação a Eucaristia; Crianças de 8 anos na pré e de 9 acima na preparação para a Eucaristia; Depois da Eucaristia o grupo de Perseverança até a crisma; Apresentou o material de trabalho que a paróquia coloca a disposição dos catequistas e a Biblioteca dos catequistas.
O Pe. Zenóbio assumiu os trabalhos falando dos cuidados que os catequistas devem ter com vícios de linguagem e posturas, o valor da união e da colaboração de cada um, do privilégio que os catequistas do Ipu tem por ter uma divercidade de material de trabalho e que deveriam valorizar cada vez mais sua participação na formação.

Pe. Zenóbio falou da rede de comunidades que é a igreja e que a união e troca de visitas faz-se necessaria para o enriquecimento das comunidades. Se assim acontecer, logo descobrirão que não existe comunidades que não tenha defeitos e que as respostas se encontram dentro das próprias comunidades.
Pe. Zenóbio falou da manifestação da Trindade, apresentando cada pessoa da Trindade, e da ação da Mesma na nossa vida. Cada catequista tem que se valorizar não com egoismo mas com a certeza de que somos importantes aos olhos de Deus. Concluiou dizendo que catequista tem que ser profeta, pois foi o próprio Jesus que disse: "Se calarem a voz dos profetas, as pedras falarão." O catequista precisa ser atuante e atual tornando-se homem novo. O catequista precisa estar em sitonia com Deus para não anunciar a si mesmo, pois o anuncio é a Boa Nova. A catequese tem que ser Cristocêntrica. "Eu vivo, mas já não sou eu; é Cristo que vive em mim. A minha vida presente, na carne, eu a vivo na fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim". Gl. 2,20. Deus quer que sejamos instrumentos para a Evangelização. Participaram a tarde, 11 catequistas da matriz e 19 catequistas das capelas.
Visite o Site da nossa Paróquia
Visite também a nossa Catequese

Leia a matéria completa aqui ►

Semana Catequética - Formação pessoal

Dia 20 - manhã - formação pessoal

Começamos o 2° dia da semana catequética com a certeza de que Deus estava ali conosco, pois a oração da manhã foi de muito louvor, e manifestação Espíritual. Nazareno, da comunidade Cristo Rei comandou os louvores e orações com um carisma todo especial que só ele tem. Cantou com os catequistas diversas músicas e ensinou um cântico novo que cocê pode assistir CLICANDO AQUI ou no menu ao lado na nossa página do Youtube.
A recepção ficou por conta da catequista do Patronato que acompanhou todos os momentos como uma discípula fiel. Depois da oração, o sr. Osorio fez uma retrospectiva do encontro anterior: "Porque sou catequista", apresentou o Tema da manhã: "Formação Pessoal".
O sr. Osorio falou da necessidade do catequista estar presente em todas as formações oferecidas pela paróquia que são encontros mensais e a semana catequética, e tem um valor inestimável para cada catequista em particular: pelo relacionamento que os catequistas tem e a presença do Padre como oportunidade quase singular;
pelas oficinas e estudos de grupos como oportunidades dos catequistas ganharem novos conhecimentos e trocarem experiências; O amor pela oração e a Santa Eucaristia; as reuniões dos catequistas na comunidade para crescimento pessoal, grupal e ajuda mútua.
Depois da merenda, Pe. Zenóbio foi acolhido pela catequese e começou a falar no valor do catequista para a obra de Deus e da Evangelização da igreja como sujeito da catequese; a importancia do relacionamento entre catequista; citou exemplos como catequistas que não gostam de trabalharem juntos e acabam criando barreiras e impedindo os frutos da catequese.
Apresentou algumas dinâmicas e símbolos que precisam ser trabalhados na catequese e falou da expressão corporal como dinâmica decisiva para um bom desempenho do catequista; Explicou que o catequista é um representante da igreja na comunidade e que por isso tem uma responsabilidade muito grande; fez uma analogia com os padres e bispos e concluiu dizendo que somos todos meros servos de Jesus Cristo. Pediu que os catequistas dessem valor ao testemunho de vida, e tivessem cuidado com os contra testemunhos pois o catequista tem um compromisso maior que qualquer outra pessoa. Encerramos o tema recebendo a benção do almoço pelas mãos do Pe. Zenóbio. Pela manhã tivemos a participação de 8 catequistas da matriz, 29 das capelas e 4 visitantes
Visite o Site da nossa Paróquia
Visite também a nossa Catequese


Leia a matéria completa aqui ►