Compartilhe com seus amigos.

domingo, 10 de janeiro de 2010

Paróquia missionária


A festa do padroeiro é um momento oportuno para fazermos um processo de conversão em nossa mente. Gostaríamos de afirmar: "A minha paróquia é missionária." Mas se assim afirmarmos, corremos o risco de entrarmos em contradição de expressão. É que a palavra “paróquia” pode evocar a definição, a gestão e manutenção de “territórios conquistados”, enquanto a Palavra “missionária” evoca a mobilidade, a entrada em “territórios inexplorados”. Na verdade, a Paróquia só veio estabilizar-se como instituição religiosa a partir do século V quando o cristianismo tornou-se a religião do império com a incumbência de dar assistência aos habitantes das aldeias por meio de um presbítero residente.
Durante a colonização do Brasil no século 16, o rei era obrigado a implantar a igreja em cada colônia, dando assim um caráter civil e burocrático. O pároco tornava-se um funcionário real, com cargo vitalício, investido de autoridade sagrada. Em quase todos os casos a paróquia representava o estado e a igreja. A Paróquia tinha que exercer inúmeras funções burocráticas em nome do Estado, como os dízimos, tributos a serem pagos à coroa, as desobrigas e até atestados de nascimento e morte.
Para indicar a presença visível da igreja, o Concílio Vaticano II usa a palavra Comunidade ao invés de Paróquia. A comunidade é feita de relações humanas. É nas relações humanas que encontramos o amor. A missão é principalmente uma questão de amor. A Paróquia é uma Assembléia onde seu fim é o amor. Por isso a Paróquia tem que ser missionária. Somente uma comunidade cristã onde se vive o amor intensamente pode ser missionária.
se para nós a Igreja é um Mistério, é o Corpo Místico de Cristo, um Sacramento universal de salvação, o Povo de Deus a caminho, se pensarmos na paróquia como comunidade viva, serviçal, e aberta a todos, então é possível falar de paróquia missionária. A missão nasce do amor, do desejo de se relacionar fraternalmente. A missão é caridade, é doação. A missão não manda, vai.. A missão é estendida a todos sem excluir ninguém. Se todos pensarmos assim, a paróquia missionária será um caminho de renovação para a comunidade eclesial.
Temas para os Padres refletirem:


Dia 11 Padre Lucione: vem falar de Paróquia que é a pequena Igreja, lugar de comunhão e participação.

No dia 12 o Padre Denilson tem que falar que A Paróquia é uma Comunidade de comunidades vivas.

No Dia 13 o Padre Nonato Bastos vem falar: Uma verdadeira paróquia é sempre missionária.

Dia 14 (dia em que a Paróquia completa 70 anos de inauguração), Padre Jacó fala sobre: A Paróquia: Fonte de Evangelização.

Dia 15 Padre Eufrásio vem falar: Paróquia: Lugar da Partilha dos dons.

No dia 16 o Padre Natálio (Que já está aqui) vai falar da Paróquia: Diálogo, como base de Evangelização.

Domingo dia 17, Padre Bonifácio vem falar Paróquia: Evangelizar é anunciar.

Dia 18 o Padre Marcos Uchôa vem falar do tema próprio de Aparecida: Renovação Missionária das Comunidades.

Dia 19 com o Padre Emanuel que vem falar da Missão Paroquial.

Leia toda a Homilia do Padre Nonato no site da catequese - Paróquia Missionária