Compartilhe com seus amigos.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Mês Vocacional


A fé cristã nos ensina que não nascemos apenas do encontro do amor de um homem com uma mulher, mas, todos somos pensados e queridos por Deus desde sempre e para sempre. Toda pessoa tem uma origem divina e humana ao mesmo tempo.
O mês de agosto foi instituído na Igreja, como mês vocacional, na Assembléia Geral dos Bispos, no ano de 1981, com um objetivo bem definido:
“Despertar a consciência vocacional em toda a comunidade, mostrando que todas as pessoas são chamadas pela Trindade a serem “discípulos missionários”.
Durante este Mês precisamos refletir no que diz o Senhor :
"De fato a colheita e grande, mas os trabalhadores são poucos. Peçam ao dono da messe que mande mais trabalhadores para fazer a colheita" (Mt 9,37-38).
“Ide, pois, fazer discípulos meus entre todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo” ( Mt 28, 19-20).
No Mês de Agosto precisamos refletir, meditar e rezar muito para despertar na mente e no coração das pessoas o amor pelo serviço ao reino de Deus. Jesus nos manda fazer de todos os povos seus discípulos, batizando em nome da Trindade. Enquanto todos não estiverem a serviço de Deus teremos muito que fazer. Cada semana de agosto tem uma vocação especifica para meditarmos:
Motivado pela festa de São João Maria Vianney, o Cura d’Ars, no dia 04, patrono de todos os padres, no primeiro domingo celebramos a Vocação ao Ministério Ordenado.
Motivado pelo dia dos pais, no segundo domingo, celebramos a vocação Matrimonial, chamados a ser pai, mãe, gerar a vida;
Motivado pela festa da Assunção de Nossa Senhora, no terceiro domingo: celebramos a vocação à vida consagrada;
· No quarto domingo (quando há só 4 domingos no mês): é o dia do catequista: onde destaca-se a relação da vocação com a missão de anunciar a Palavra de Deus, formar o povo de sacerdotes; e, quando há 5 domingos, o 4º é o dia dos ministérios leigos: destaca-se a disponibilidade para o serviço à comunidade, ao Povo de Deus; aí o dia do catequista passa para o 5º domingo (é sempre o último domingo do mês de agosto).