Compartilhe com seus amigos.

sábado, 4 de setembro de 2010

SETEMBRO DE 2010 - MÊS DA BÍBLIA


JONAS: CONVERSÃO E MISSÃO

LEVANTA-TE E VAI À GRANDE CIDADE (Jn 1,2)

O concílio Vaticano II mudou a nossa história em relação à Palavra de Deus. É que antes de 1961, data do início do concílio, a Bíblia só poderia ser lida por religiosos e estudiosos da área de teologia. No concílio ficou decidido que a Bíblia deveria ocupar um espaço privilegiado na família, nos círculos bíblicos, na catequese, nos grupos de reflexão, nas comunidades eclesiais.

Este ano, 2010, será o 39º ano que celebramos o Mês da Bíblia. Tudo começou em 1971, na arquidiocese de Belo Horizonte (MG), e em seguida, a proposta foi lançada e aceita por toda a Igreja no Brasil. A Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), juntamente com o Grupo de Reflexão Bíblica Nacional (GREBIN), destacando o mandato missionário de todos o cristão como consequência do seu Batismo (cf Mt 28,19), propôs para o Mês da Bíblia deste ano o estudo do livro de Jonas, com destaque para a evangelização e a missão na cidade.

O livro de Jonas tem como objetivo principal ajudar o povo a cumprir o grande desejo e ordem de Jesus: “Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo. Mt 28,19”. Através do livro de Jonas, Deus faz o mesmo apelo aos cristãos de hoje: “Levanta-te e vai à grande cidade’ (Jn 1,2) para denunciar as injustiças e proclamar a sua misericórdia”.
Este ano, a novidade fica por conta do livreto, em forma de leitura orante, confeccionado pelo GREBIN, e nele consta quatro leituras sobre o livro de Jonas. Além do livro, há o cartaz e o texto-base. Os materiais podem ser adquiridos pelas Edições CNBB, no endereço www.edicoescnbb.com.br e o texto-base está disponível gratuitamente na página da Comissão.

Leia aqui a carta escrita por dom Jacinto Bergmann sobre o Mês da Bíblia 2010.