Compartilhe com seus amigos.

sábado, 19 de março de 2011

A Ordem Sacerdotal

A Ordem Sacerdotal (do latim Ordo, dinis: boa disposição das coisas) é um dos sete sacramentos da Igreja Católica e confere o poder e a graça de exercer funções e ministérios eclesiásticos que se referem ao culto de Deus e à salvação das almas, e de o desempenhar santamente. A força do Espírito Santo vem indicada e transmitida pela imposição das mãos, pelas palavras proferidas e pela unção dos santos óleos, depois do silêncio e da oração, transformando estes homens batizados, antes simples mortais, em sacerdotes de Cristo, com poderes de consagrar o pão e o vinho no Corpo e no Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, perdoar os pecados e de conferir, conforme o seu grau, os outros sacramentos.

Por divina instituição e pelo sacramento da Ordem, estes jovens estão constituídos ministros sagrados, isto é, são consagrados e delegados a fim de que, personificando a Cristo Cabeça, cada qual no seu respectivo grau, apascentem o povo de Deus, desempenhando o papel de ensinar, santificar e governar (cf. Direito Canónico: Cânon 1008).

Na Igreja Católica, somente um varão batizado pode receber validamente a ordenação sagrada. A Ordem é verdadeiro sacramento da Nova Lei, instituído por Jesus Cristo, na sua última ceia (cf. Lucas; 22, 19; e também: Mateus: 16, 19 e 18,18; João: 15,16 e 20, 21-23.