Compartilhe com seus amigos.

domingo, 27 de novembro de 2011

Festa de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa

O Patronato Sousa Carvalho é uma instituição educacional dirigido pelas Irmãs, Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, desde 1951.
Em 1830, Nossa Senhora apareceu a uma noviça das Filhas da Caridade, de nome Catarina Labouré, na noite do dia 18 de julho, véspera da festa de São Vicente de Paulo. A Virgem revelou à noviça que Deus encarregava-a de uma missão na qual enfrentaria muitos sofrimentos, mas teria as graças. O caminho para enfrentar todas as dificuldades seria estar sempre diante do altar. Muitas guerras, fome, peste, assolariam a Terra, de uma forma particular, a França. 
Na noite de 27 de novembro a Virgem aparece mais uma vez à Catarina e revela o caminho da Salvação. A santa noviça deveria mandar cunhar uma medalha com os dizeres “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós!”. Em visão mostrou o modelo, frente e verso da medalha, diante de Catarina. Após serem cunhadas as primeiras medalhas os milagres começaram a acontecer e não cessaram até os dias de hoje. Em todas as casas das Filhas da Caridade, espalhadas pelo mundo inteiro, celebra-se a Festa da Medalha Milagrosa.
Neste ano de 2011, a festa aqui no Ipu, começou com o tríduo da Medalha Milagrosa contando as aparições. A partir do dia 23, quarta-feira, a comunidade se reuniu às 17h, na Capela de Nossa Senhora, no Patronato, para rezar a novena: 1° dia, com a direção das Filhas da Caridade e o subtema “Maria, Senhora das Graças”; 2° dia, com a direção da Juventude Marial Vicentina e o subtema “A Medalha Milagrosa – Luz para o mundo”; 3° dia, com a direção das Senhoras da Caridade e o subtema “A face e o reverso da Medalha”. 
Por ser uma semana de provas, a comunidade educacional não participou, mas foi bonito ver a piedade daqueles que celebraram as novenas. No dia 26, sábado, a festa foi celebrada na Missa de 17:30h. A Missa foi presidida por um padre do Piauí e co-celebrada pelo Vigário Paroquial, Padre Fábio. A Igreja estava superlotada, pois além dos festejos, ainda tivemos o aniversário: de 15 anos da Alana, filha da Eli, agente pastoral; e o da Dona Raimundinha, completando 80 anos, ela que é mãe da Mocinha, que também é agente de pastoral. As irmãs distribuíram medalhas no início da Missa e no final. Contamos com a animação da Juventude Marial Vicentina e a solenização do Ministério de Música da CCR.