Compartilhe com seus amigos.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

PAI E MÃE, PRIMEIROS E AUTÊNTICOS TRANSMISSORES DA FÉ



As novenas de São Francisco na Paróquia do Ipu ficam marcadas na vida dos cristãos pelos temas abordados. O nosso Pároco aproveita os festejos para refletir o material da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família (CEPVF), da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Intitulado “Hora da Família”. É muito importante estas reflexões com a celebração pela maneira dinâmica que o Pároco apresenta.

O tema deste ano é um dos temas mais importantes para a família que quer ver os filhos crescendo em sabedoria, estatura e graça como o evangelho fala de Jesus (cf Lc 2, 52) e foi muito bem explicado na homilia do Pe Nonato, por ocasião da missa de abertura dos festejos. É uma necessidade de todo cristão para a sua realização e salvação conhecer o plano de amor que Deus deseja para todos os seus filhos, revelado e realizado em Cristo (cf 1Tm 1, 15-16). Deus através dos Apóstolos, falou de muitas formas aos nossos pais (cf Hb 1,1; todo o AT), e por Jesus Cristo (cf Hb 1, 2-4) Verbo Encarnado.
Nesta primeira novena, o tema ainda foi bem direto, sem deixar dúvidas: “PAI E MÃE, PRIMEIROS E AUTÊNTICOS TRANSMISSORES DA FÉ”. Todo Pai e Mãe tem a obrigação e o dever de incutir nos seus filhos a fé que professa através de sua igreja. Não posso aceitar um pai, a quem Deus confia uma vida, colocar nas mãos de qualquer um a educação da fé de seus filhos. Quem assim procede, não pode reclamar quando eles se desvirtuam ou se perdem por completo nas margens da sociedade.
Toda família cristã tem que se sentir e assim agir como Igreja doméstica – pai, mãe e filhos – participando da missão de Jesus, confiada à nossa Igreja. A família é fonte geradora e mantenedora de vida, assim como também a principal responsável pela transmissão da fé em Jesus, único Salvador, presente na Eucaristia. Pensando assim, a família torna-se responsável pela salvação de seus filhos. O lar cristão é o lugar ideal para a educação e o testemunho da fé e dos valores cristãos. Assim, os pais são para seus filhos os autênticos primeiros anunciadores de sua fé.

É uma preocupação minha o testemunho cristão. Para isso, cada Pai e Mãe precisa viver em primeiro lugar o discipulado missionário no seio de família, para depois levar a outros, colocando sua casa e sua família a serviço do Reino de Deus. Os pais transmitem a fé aos seus filhos com o testemunho de sua vida e com sua palavra. Todo pai ou mãe deveria ser um catequista, primeiro de seus filhos, mas sempre preocupado com sua comunidade. Fazendo de sua família uma igreja doméstica, os pais necessitam estar em estreita relação com a Paróquia e a Escola que seus filhos frequentam, interessados nos valores exercidos na mesma, se são cristãos ou não.
O Catecismo da Igreja Católica (cf. 2221-2225) nos ensina que os pais são os primeiros e autênticos responsáveis pela educação dos filhos. Testemunham esta responsabilidade, primeiro pela criação dum lar onde estão presentes a ternura, as regras, o perdão, o respeito, a fidelidade e o serviço desinteressado ... Há se os pais de nossa sociedade entendessem isso! Não teríamos tanta violência, principalmente com crianças...

A maior responsabilidade dos pais é dar bons exemplos aos filhos, e, se preciso, reconhecer diante deles os próprios defeitos, que os ajudará a serem mais capazes de os guiar e corrigir ... Disto eu não tenho dúvidas, pois o que aqui escrevo é o que vivo no meu lar.

Mas, para que tudo isto possa acontecer, os casais precisam começar por abençoar e sacramentar seus relacionamentos, pois afirmo que não pode haver graça maior do que viver em harmonia com a igreja, fazendo de sua vida conjugal um berço de amor, onde seus filhos sejam gerados no desejo de uma vida cristã. Conscientizem-se, portanto, os pais da importância da família verdadeiramente cristã na vida e no progresso do próprio Povo de Deus.