Compartilhe com seus amigos.

domingo, 29 de setembro de 2013

EDUCAR COM FORTALEZA E “DOCILIDADE DE ALMA”

PALAVRA DO MAGISTÉRIO 

     Educar é algo exigente, às vezes árduo para as nossas capacidades humanas, sempre limitadas. Mas educar torna-se uma missão maravilhosa, se for levada a cabo em colaboração com Deus, que é o primeiro e autêntico educador de cada pessoa humana.

     João Batista foi um grande educador de seus discípulos, porque os conduziu ao encontro com Jesus, de Quem tinha dado testemunho. Não se exaltou a si mesmo, não quis manter os discípulos ligados a si. E, no entanto, João era um grande profeta, e a sua fama era enorme.

     Quando Jesus chegou, ele retirou-se e indicou-O: “Depois de mim virá outro, mais poderoso do que eu ... Eu batizei-vos com água; Ele, porém, batizar-vos-á no Espírito Santo” (Mc 1, 7-8).

     O verdadeiro educador não vincula as pessoas a si mesmo, não é possessivo. Quer que o filho, ou o discípulo, aprenda a conhecer a verdade, e estabeleça com ela uma relação pessoal. O educador cumpre o seu dever até o fim, e não faz falta a sua presença atenta e fiel; mas a sua finalidade é que o educando ouça a voz da verdade falar ao seu coração, e que a siga num caminho pessoal.