Compartilhe com seus amigos.

domingo, 28 de abril de 2013

Leitura Orante da Bíblia no retiro Paroquial em sobral



Um grande marco do nosso retiro em sobral foi a leitura orante da bíblia, apresentada pelo nosso Pároco, Padre Raimundo Nonato. Ele tem um jeito todo especial de fazer as coisas (diga-se de passagem, tudo oi que ele faz e de uma maneira bem dinâmica e pessoal). Com Ele e a assessora  Maria Erivan, aprendemos que a leitura orante da Palavra de Deus tem que ser o eixo da nossa espiritualidade.
A Bíblia está sendo usada para tudo: orações e preces, cursos e concursos, treinamentos e retiros, reuniões e encontros, celebrações e vigílias, sermões e discursos, catequese e novenas, teatros e dramatizações, músicas e benditos, contos e cantos, gincanas e charadas, luta sindical e organização de greves, construção de capelas e mutirão para construir barracos, crítica ao clero e revisão da própria vida, reunião política e comício de partido, luta pela terra e defesa do índio, cartas de apoio e manifestos contra as injustiças, procissão da Padroeira e passeata para exigir os direitos, luta pela saúde do povo e esforço para voltar aos remédios caseiros, terço de Nossa Senhora e Mês de Maio, educação em família e educação popular de base, clubes de mães e organizações de bairro, invasão de terra e romarias, luta de operários e piquete nas portas das fábricas, jejum de protesto e resistência contra pistoleiros, manifestações em frente à delegacia de polícia e apoio aos presos políticos, manifestações ecológicas em defesa do meio ambiente e defesa dos Direitos Humanos, mídias sociais, etc.
Não podemos dizer quem está certo ou errado! O que podemos dizer é que apesar de tudo isto, ainda tem gente que só tem a Bíblia como enfeite de sua estante, coberta de poeira. Precisamos colocar a Palavra de Deus em nossas vidas e nela encontra a força para caminhar sem jamais desanimar! A Bíblia precisa ser para nós luz que faz enxergar melhor a vida, força que faz agir com autoridade, fermento que fermenta a massa e sal que da gosto. “Porque a palavra de Deus é viva, eficaz, mais penetrante do que uma espada de dois gumes e atinge até a divisão da alma e do corpo, das juntas e medulas, e discerne os pensamentos e intenções do coração. Hb 4, 12.”

Na Leitura Orante da Bíblia, apesar das diferenças próprias de cada comunidade, existe um método, cujas características básicas são comuns a todos e que é fácil de aprender. Este método é muito simples: Vamos ler a Bíblia fazendo uma viagem e “A Palavra de Deus” será o veículo que irá nos conduzir. Como bons motoristas, precisamos fazer esta viagem com um olho para frente ( A realidade que estamos vivendo) e o outro no retrovisor (olhando o passado, a vida das comunidades na época em que o texto foi escrito).
Precisamos entender alguns detalhes: a Bíblia deve ser lida a partir da nossa luta e da nossa realidade;  Esta leitura, não é apenas um exercício que retoma ou reinterpreta algumas palavras do passado, mas tem a ver com o próprio processo de crescimento e libertação de um povo e com a sua caminhada através da história. Antes de tudo, esta leitura deve ser obediente, isto é, respeitar o texto e se colocar à escuta do que Deus tem a dizer, dispostos a mudar se Ele assim o exigir.
Iremos fazer este caminho juntos, na nossa página “Dinâmicas naCatequese”, sem esgotar o assunto, em diversas etapas. Você é convidado a seguir este caminho conosco.
Leia a matéria completa aqui ►

sexta-feira, 26 de abril de 2013

O que é um Retiro Espíritual


 
Queres encontrar a Deus? Então te retira para o deserto, busca o isolamento, recolhe-te no íntimo do teu ser, em busca de ti mesmo. Quando te encontrares, encontrarás a Deus.
Todo Catequista deve buscar um momento para si mesmo, procurar ficar um tempo junto ao seu Mestre, Jesus Cristo Ressuscitado, o seu Deus. Um retiro espiritual deve ser caracterizado por este principal objetivo. A era em que vivemos é destacada pela grande velocidade das informações, diversidades de compromissos, onde, quase sempre, não temos tempo para as coisas mais importantes de nossas vidas. A maioria das relações está chegando ao fim por estes motivos.
O relacionamento de um catequista com seu Deus não pode haver crise. Se não tiver tempo para Deus à morte espiritual é absolutamente certa! O ser humano, em especial os dedicados à vida religiosa, necessita de uma parada nas atribuições do dia-a-dia para ampliar esse contato ardente com o Pai celestial. O retiro torna-se este momento no qual paramos para refletir sobre nós mesmos, sobre a nossa condição de vida; para pensar em como estamos vivendo, quais motivações para as tarefas que realizamos e para o modo de vida que temos; como estamos agindo e nos comportando no meio da sociedade. Enfim, uma série de questionamentos que podem ser respondidos por meio do silêncio, da oração e de um aproximar-se mais intenso ao Senhor Deus.



O silêncio e o recolhimento na oração devem ser a marca registrada de um retiro. A bíblia nos dá um grande exemplo de retiro e tempo para um encontro espiritual: “Os apóstolos permanecem no Cenáculo, por nove dias, na oração e no silêncio e esperaram a manifestação do Espírito Santo”. Jesus Cristo sempre se afastava das multidões que o seguiam e retirava-se para um deserto onde pudesse entregar-se a contemplação. Antes de iniciar a sua vida pública, sua natureza humana foi posta a prova, sem que o demônio a pudesse dominar. Com seus discípulos, igualmente, ao voltarem da missão, retirava-se com eles para que pudessem, na solidão, estar a sós com Deus. (Cf. Mt 4,1-11; 14,23; Mc 1,35).
A exemplo do nosso Mestre e Senhor, devemos sempre se recolher em oração meditação e estudo da Palavra, buscando se reabastecer do Espírito de Deus, para que assim, criados  a sua imagem e semelhança, possamos renovar o nosso compromisso com a missão.

Leia a matéria completa aqui ►

Retiro Paroquial - Catequese do Ipu


Estamos vivendo o ano catequético que teve início em agosto de 2012 com a Romaria Catequética do Regional Nordeste I em Sobral. O Ano Catequético faz parte da programação e dos preparativos do primeiro centenário da Diocese (10 de novembro de 2015). Neste ano queremos reafirmar o nosso compromisso de catequistas, testemunhas do Ressuscitado, com a missão de Evangelizar. E para termos sucesso na nossa caminhada, recordando a caminhada do povo de Deus, também nos colocarmos a caminho e iniciamos a nossa preparação com o nosso Retiro Catequético, só que desta vez de uma maneira bem diferente.

Padre Raimundo Nonato se preocupa muito com a Espiritualidade dos seus agentes de pastoral, por isso razoável leva-los para Sobral, onde o retiro aconteceria sem interrupções, em um encontro pessoal com o Ressuscitado, fonte de Luz que ilumina nossos caminhos. Foi um momento de nos encontramos como Igreja, como Educadores da Fé, cientes da missão que nos é confiada, movidos pela força da oração e da leitura orante da Palavra de Deus.
            O encontro aconteceu no Cetreso - Centro de Treinamento de Sobral, tendo início na sexta feira, dia 19 com o jantar e o encerramento foi dia 21 com o almoço.
Leia a matéria completa aqui ►

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Absurdo: Ativistas gays atacam Bispo


Ativistas seminuas do grupo feminista Femen invadiram uma conferência em uma universidade de Bruxelas. Durante o ato as manifestantes jogaram água no arcebispo de Mechelen-Bruxelas, Andre-Joseph Leonard. O bispo não reagiu e evitou olhar para as manifestantes.
01_102_231-alt-20130423155007179RTS
De maneira absurda elas atacam o bispo.
02_102_231-alt-20130423155007757RTS
Como muitos, elas levantam um cartaz que diz: ” Pare a homofobia” o que elas ainda não entenderam é que a Igreja não odeia, recrimina ou agride homossexuais, vejam o que diz o Catecismo:
03_102_231-alt-20130423155504919AFP
§2358 Um número não negligenciável de homens e de mulheres apresenta tendências homossexuais profundamente enraizadas. Esta inclinação objetivamente desordenada constitui, para a maioria, uma provação. Devem ser acolhidos com respeito, compaixão e delicadeza. Evitar-se-á para com eles todo sinal de discriminação injusta. Estas pessoas são chamadas a realizar a vontade de Deus em sua vida e, se forem cristãs, a unir ao sacrifício da cruz do Senhor as dificuldades que podem encontrar por causa de sua condição.
§2359 As pessoas homossexuais são chamadas à castidade. Pelas virtudes de autodomínio, educadoras da liberdade interior, às vezes pelo apoio de uma amizade desinteressada, pela oração e pela graça sacramental, podem e devem se aproximar, gradual e resolutamente, da perfeição cristã.
An activist from women's rights group Femen sprays water at Belgian Archbishop of Mechelen-Brussels and Primate of Belgium Leonard during a conference at Brussels university ULB
Essa imagem fala mais que qualquer descrição.
BELGIUM-POLITICS-GAY-DEMONSTRATION
Vejam o ódio estampado nas ativistas. E nós? Vamos assistir a Igreja ser atacada? Vamos ficar calados?
Belgian Archbishop of Mechelen-Brussels and Primate of Belgium Leonard reacts after activists from women's rights group Femen sprayed water at him during a conference at Brussels university ULB
O protesto foi contra a homofobia e em defesa do casamento gay, de acordo com agências internacionais. No fim do protesto, o arcebispo beijou uma imagem da Virgem Maria ao deixar a sala.
LEVANTEM-SE CATÓLICOS!!!
Fotos: AFP e Reuters

Leia a matéria completa aqui ►

terça-feira, 23 de abril de 2013

A missa das crianças na Paróquia do Ipu


A Paroquia do Ipu realiza todos os sábados, as 16 horas a missa da catequese que é celebrada com a participação das crianças da catequese e seus catequistas. Iniciamos este trabalho celebrando exclusivamente com as crianças da catequese, mas devido a ausência dos catequistas na celebração, Padre Raimundo nonato achou melhor celebrar com toda a catequese da Matriz.
Embora chamemos “A missa da Catequese”, a liturgia é voltada para as crianças e também são elas quem anima. Embora a própria liturgia, por si mesma, já ofereça às crianças amplo ensinamento, Padre Nonato dá um destaque especial dentro da instrução catequética paroquial, conduzindo-as a uma participação ativa, consciente e genuína. Ele tem uma preocupação toda especial com a adaptada à idade e à capacidade das crianças, procurando mostrar o significado da Missa por meio dos ritos principais e pelas orações, inclusive o que diz respeito à participação da vida da Igreja.

A missa com as crianças não é tudo o que podemos ofertar às crianças, para que elas tenham uma boa iniciação à Eucaristia; cabe normalmente aos pais iniciar seus filhos na arte da oração, especialmente pelo seu próprio modo de viver e de orar. A tarefa da catequese e a iniciação à Eucaristia e à oração eucarística, levando a criança à um encontro pessoal e espontâneo com o Cristo Sacramentado.
A Missa da Catequese em nossa Paróquia é um fechamento dos trabalhos catequéticos com a presença Real de Jesus Cristo. Quem faz as leituras são as crianças que estão se preparando para a primeira Eucaristia e os cânticos são animados pela Infância e adolescência Missionária.
Leia a matéria completa aqui ►