Compartilhe com seus amigos.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Anunciar o Evangelho é uma obrigação do discípulo.

Encontro de catequese do dia 5 de abril
Domingo da Ressurreição – Dia de Anunciar

Preparando o Ambiente – O Coração de Jesus, desenhado no isopor deve estar em lugar de destaque. Coloque uma vela ou círio, acesa, próximo ao coração. Prepare as sete chaves antecipadamente. 
1º Momento - O Pai bondoso acolhe seus filhos no colo com Amor
 Acolhida: Celebrar a Páscoa e fazer memória da paixão, morte e ressurreição de Cristo - é testemunhar nossa fé na vida, na vitória do bem. Por isso convidamos vocês para juntos entoarmos cantos alegres, celebrando a vitória do Salvador. Não é só celebrar, também somos convidados a testemunhar nossa fé por meio da prática do amor, da fraternidade, da solidariedade. Durante a quaresma fizemos um propósito de mudar de vida. Agora com a ressurreição de Cristo somos convidados  a dar um sentido novo a nossa vida, que seja marcada pelo otimismo, pela alegria, pelo compromisso de amor a Deus e aos irmãos.
Abertura: Hoje vamos dramatizar a ressurreição do Senhor. Precisamos de 2 Anjos, Jesus Cristo ressuscitado (vestido de branco), Maria Madalena e os dois discípulos. Panos brancos dobrados e colocados no pé do altar onde está o coração.
Oração Inicial: As crianças devem persignar-se com o auxílio dos catequistas. 
Catequistas: Repitam comigo. Alegremo-nos todos! O Senhor ressuscitou! Aleluia! Com esses sentimentos, queremos celebrar a nossa Páscoa. A nossa vida agora é só ALEGRIA. Vejamos as palavras chaves que já utilizamos: (Relembrar as palavras) Para que a nossa ALEGRIA seja completa precisamos da última chave. Sabe quem vai nos dar a última chave? O Próprio Jesus.
Catequistas: Senhor nosso Deus, que pelo vosso Espírito ressuscitastes o vosso Filho, nós Vos pedimos: não deixeis de nos assistir com a força desse mesmo Espírito Santo, para que, ressuscitados como homens novos, saibamos testemunhar Cristo, vivo e atuante no mundo. Ele que é Deus convosco, na unidade do Espírito Santo
Crianças:. Ó Deus de grande misericórdia e bondade infinita. Eis que hoje venho suplicar pela Vossa misericórdia as graças necessárias para mim e meus familiares: Jesus Ressuscitado rolai as pedras do meu caminho para que eu possa anunciar a BOA NOVA da vossa ressurreição. Amém.
Todos: Alegremo-nos todos! O Senhor ressuscitou! Aleluia!
2º Momento – A Palavra de Deus é Luz para nós. Jo 20, 1-17.
Hoje a nossa leitura será dramatizada. Os Anjos ficam próximo ao coração. Jesus fica logo atrás para aparecer a Madalena. Madalena entra correndo enquanto é narrado o início (...) logo depois vem os dois discípulos. Os três se esbarram.
Narrador.: No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus bem de madrugada, quando ainda estava escuro. Ela viu que a pedra tinha sido retirada do túmulo.  Então saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo que Jesus amava. 
Madalena.: Tiraram do túmulo o Senhor, e não sabemos onde o colocaram. (Maria sai para o lado e fica como que estivesse procurando alguma coisa. Enquanto é narrado os acontecimentos os discípulos vão fazendo os gestos. No começo de admiração e quando saírem devem sair alegres, dizendo: Ele ressuscitou!)
Narrador.:  Então Pedro e o outro discípulo saíram e foram ao túmulo.  Os dois corriam juntos. Mas o outro discípulo correu mais depressa do que Pedro, e chegou primeiro ao túmulo.  Inclinando-se, viu os panos de linho no chão, mas não entrou. Então Pedro, que vinha correndo atrás, chegou também e entrou no túmulo. Viu os panos de linho estendidos no chão  e o sudário que tinha sido usado para cobrir a cabeça de Jesus. Mas o sudário não estava com os panos de linho no chão; estava enrolado num lugar à parte. Então o outro discípulo, que tinha chegado primeiro ao túmulo, entrou também. Ele viu e acreditou.  De fato, eles ainda não tinham compreendido a Escritura que diz: “Ele deve ressuscitar dos mortos.” Os discípulos, então, voltaram para casa. 
(Maria volta para perto do túmulo chorando e quando Jesus fala ela se ajoelha e quando disser Mestre faz gestos de tocar nos pés de Jesus)
Narrador.:  Maria tinha ficado fora, chorando junto ao túmulo. Enquanto ainda chorava, inclinou-se e olhou para dentro do túmulo.  Viu então dois anjos vestidos de branco, sentados onde o corpo de Jesus tinha sido colocado, um na cabeceira e outro nos pés.  
Jesus.:  Mulher, por que você está chorando?
 Madalena.: Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o colocaram.
Narrador.:  Maria virou-se e viu Jesus de pé; mas não sabia que era Jesus. 
Jesus.: Mulher, por que você está chorando? Quem é que você está procurando?
Madalena.: Se foi o senhor que levou Jesus, diga-me onde o colocou, e eu irei buscá-lo. 
Jesus.: Maria.
Madalena.: Mestre.
 Jesus.: Não me segure, porque ainda não voltei para o Pai. Mas vá ANUNCIAR aos meus irmãos: ‘Subo para junto do meu Pai, que é Pai de vocês, do meu Deus, que é o Deus de vocês. 
3º Momento – Abertura da Porta
Catequistas: Eis a palavra chave: Jesus dá uma ordem a Maria Madalena. O que ele Mandou que ela fizesse? Vá ANUNCIAR ! Então vamos pedir que Maria Madalena abra a última porta do Coração de Jesus! 
(Madalena coloca a chave na última porta e abre o coração, retira com cuidado o Evangelho que está dentro do coração e fala bem alto)
Madalena.: Alegria! Alegria! Alegrem-se todos! O Senhor ressuscitou! Aleluia! Aleluia!
4º Momento – Compromisso de um verdadeiro discípulo

Catequistas: A maior alegria do Discípulo é ver a ressurreição do Mestre. Hoje nos regozijamos de Alegria pela Ressurreição de Jesus, pois ELE prometeu que também ressuscitaríamos com ELE se acreditássemos. 
Crianças:. Ó que alegria! Hoje é o dia. Dia de meditar, de buscar, de agradecer, de plantar a paz. Dia de oração!!! De abrir as mãos, de abrir os braços e abraçar o irmão. Dia de recomeçar, de libertar, ANUNCIAR…
Todos: Alegrem-se todos! O Senhor ressuscitou! Aleluia! Aleluia! Uma feliz páscoa da ressurreição do amor a todos!!!!!!
Desafio para a semana: Anunciar a ressurreição de Jesus e  a alegria do Evangelho a todos que você encontrar. 
Tarefas: Faça uma entrevista com os seus professores e outra com seus pais. O que é Páscoa e quais são os seus símbolos? Escreva em seu caderno e apresente no próximo encontro.
Desafio para a vida: Para ser discípulo de Jesus, esta páscoa precisa ser renovada todos os domingos que é o dia em que o Senhor Ressuscitou.  
Encontros:  Jesus Ressuscitou! Jesus não morreu! Ressurreição

 A ressurreição de Cristo é o maior sinal do amor de Deus. Na época pouca gente acreditou. Agora está claro e fazemos das palavras de são Paulo, nossas: Ora, se nós pregamos que Cristo ressuscitou dos mortos, como é que alguns de vocês dizem que não há ressurreição dos mortos? “Se não há ressurreição dos mortos, então Cristo também não ressuscitou;  e se Cristo não ressuscitou, a nossa pregação é vazia e também é vazia a fé que vocês têm. Se os mortos não ressuscitam, então somos testemunhas falsas de Deus, pois estamos testemunhando contra Deus, ao dizermos que Deus ressuscitou a Cristo. Pois, se os mortos não ressuscitam, Cristo também não ressuscitou. E se
Cristo não ressuscitou, a fé que vocês têm é ilusória e vocês ainda estão nos seus pecados. E desse modo, aqueles que morreram em Cristo estão perdidos. Se a nossa esperança em Cristo é somente para esta vida, nós somos os mais infelizes de todos os homens.

Deus será tudo em todos - Mas não! Cristo ressuscitou dos mortos como primeiro fruto dos que morreram. De fato, já que a morte veio através de um homem, também por um homem vem a ressurreição dos mortos. Como em Adão todos morrem, assim em Cristo todos receberão a vida. Cada um, porém, na sua própria ordem: Cristo como primeiro fruto; depois, aqueles que pertencem a Cristo, por ocasião da sua vinda. 1 Cor. 15, 12-24