Compartilhe com seus amigos.

domingo, 31 de janeiro de 2016

Espiritualidade da catequese

Desta forma, a espiritualidade da catequese brota da vida em Cristo, que se alimenta na ação litúrgica e se expressa a partir da própria atividade de educadora da fé, da mística daquele que está a serviço da Palavra de Deus. É uma espiritualidade bíblica, litúrgica, cristológica, trinitária, eclesial, mariana e encarnada na realidade do povo. DNC 13
Desde 2014 a Catequese Infantil da Paróquia do Ipu vem desenvolvendo o Processo de Iniciação a Vida Cristã, apelo da igreja no brasil (Diretório Nacional de Catequese - 2005, Documento de Aparecida 2007, o Estudo da CNBB 97, Iniciação à Vida Cristã, fruto da última Assembleia e lançado durante a III SBC em 2010, DGAE 2011-2015 e 2015-2019 Igreja: casa da Iniciação à vida cristã). Neste processo, vivemos a espiritualidade pascal, ao longo do ano litúrgico, como caminho de inserção gradativa no mistério pascal de Cristo, a espiritualidade penitencial ou de conversão mediante a celebração do sacramento da Reconciliação. DNC 122; DNC 49; RICA 8

A grande maioria de nossos catequistas é constituída de leigos, sobretudo mulheres. Levando em conta a sua realidade de leigo, buscamos despertar também uma espiritualidade própria, o engajamento familiar, comunitário, social, político... DNC 258.  Transformando-os em  pessoas de espiritualidade, que quer crescer em santidade. O catequista coloca-se na escola do Mestre e faz com Ele uma experiência de vida e de fé. Alimenta-se das inspirações do Espírito Santo para transmitir a mensagem com coragem, entusiasmo e ardor. “Esta é a vida eterna: que conheçam a ti, o Deus único e verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que enviaste” (Jo 17,3). Nutre-se da Palavra, da vida de oração, da Eucaristia e da devoção mariana. Falará mais pelo exemplo do que pelas palavras que profere (cf. CR 146). A verdadeira formação alimenta a espiritualidade do próprio catequista, de maneira que sua ação nasça do testemunho de sua própria vida. DNC 264.